segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Carta de despedida

A vida segue seu curso... às horas passam num instante
Minhas mãos já não são as mesmas
Antes tão belas e macias, hoje tão tremulas e ásperas
Meus cabelos antes tão negros e longos, hoje os poucos que restaram são brancos e desajeitados...

A morte é inevitável
A solidão lamentável
Um dia meus trinetos perguntarão aos pais
Quem fora eu
E ele responderá um breve e simples não saber
Vide o quanto a vida é cruel com aqueles que fizeram parte dela
O corpo se desfaz no túmulo e junto dele se vão as lembranças das pessoas q um dia fizeram parte dela...
Um dia ninguém saberá meu nome
Um dia ninguém mais estará vivo para se lembrar de mim...
Meus sonhos não serão mais meus
Mas ainda que minhas palavras se percam no tempo
Nada poderá apagar a minha existência


E quero que com carvão escrevam em minha lápide

Até meu último suspiro eu fui feliz!


Fernanda Montanaro

5 comentários:

Bruna disse...

nossa,que adorável...
lindo demais,amga
mt inspirado!
beiijo

bryan_freitas disse...

Caraca amor!

adorei isso! muito simples, bastante direto, cheio de sentimento eu adorei!
deu ate um frio na barriga ao ler imaginando vc velhinha falando...
=]


parabéns!
adoro quando escreve algo novo ^^

Nanda Montanaro disse...

*-*

Que bom q gostaram *-*

Demorei horas escrevendo

rsrsrs


Beijãos aos dois =***

BiaFreitas disse...

Olá Fernanda .

Muito bom a forma como você usa as palavras !

Parabéns !

Bia .

Nanda Montanaro disse...

Obrigada Bia =]

Que bom que gostou ^^


Beijinhos

Postar um comentário