quinta-feira, 7 de outubro de 2010

E a vida se desfaz em pó...

Em teus pensamentos tu me julgaste insana
E como fui louca a me permitir te amar
E como fui tola ao minhas lágrimas derramar
Agora tu te ajoelhas ao chão e me implora compaixão
A dor que sinto em meu peito é mais forte que mil facas a perfurar meu coração
Mas a ti eu viro a face e com tristeza nos olhos, te escondo minha paixão
Ó meu caro amado
A ti dediquei minha vida
Mas tu só soubeste dar valor em seu leito de morte
Agora já é tarde, parta enquanto não sofres
Que meu amor outrora teu, agora já não me importa
Tu destruíste tudo de mais belo q já senti
E agora como um pássaro criei asas e parti
E se tua vida acabou, muito lhe serviu
Para te mostrar em vida ou morte que nada é mais importante que o amor
Mas que por orgulho ou por vergonha um dia renegou...
E deixou a chorar aquela que sempre te amou...

Fernanda Montanaro

6 comentários:

bryan_freitas disse...

caraca amor!!!

da ate pra sentir o tom de revolta nos versos.. que sentimento!!!!

nossa!! muito boa essa! ficará em primeiro lugar nas paradas!

procura um site pra comeptir - vai saber!
ta mto boa mesmo!

te amo!
=D

Nanda Montanaro disse...

Brigada amor *-*

Vc sempre me colocando pra cima =P

rsrsrs
amo mtoo

Netto Feel disse...

Gente, é tipo aquele, quero que você vá, mas quero que fique... ASIUOAHS Essas contrariedades que deixa oculta nos seus textos são demais, sabe?! Você sempre foi boa nisso!!

Nanda Montanaro disse...

*-*


Obrigada amore!!!!


Gosto q captem as idéias ocultas das poesias =]

beijoos

Bruna disse...

Nossa, uma quase literatura gótica!
Me encontrei por ali em alguns versos...
Continue canalizando energias pra fazer arte!
te amo

Nanda Montanaro disse...

Vlw amigãããã


beijãos

amo-te

Postar um comentário